WiFi Ralph: Quebrando a Internet | CinePipoca

WiFi Ralph: Quebrando a Internet inicia a temporada de críticas aqui no ExtraPOP e na coluna CinePipoca, e já posso dizer que vamos iniciar essa temporada muito bem! WiFi Ralph pode ter problemas, mas é um filme Disney e muito bom!

Dirigido por Rich Moore e Phil Johnston (Zootopia), WiFi Ralph se mantém em alta com o inicio dessa história toda! Lá em Detona Ralph, onde conhecemos esse fantástico universo dos personagens de jogos antigos em um fliperama e como as coisas ‘irreais’ vão tomando forma e se tornando algo palpável e que nos encha os olhos, não fica de lado e acredito que na sequência temos ainda mais forte por se tratar de algo tão grande como a internet.

Neste iremos acompanhar as aventuras dos principais personagens, Venellope e Ralph, indo em busca de uma importante peça do jogo Corrida Doce logo depois de acontecer um acidente. Eis que, mesmo episódico, a trama consegue nos entregar bons momentos dessa nova aventura.

E nada mais normal que em uma nova aventura novos personagens tomem conta da cena de coadjuvantes. E é aí que vamos conhecer as ótimas Yesss ela é ‘dona’ de uma das redes sociais deste universo representada como uma espécie de Youtube, o Buzztube é uma rede social onde as pessoas podem publicar vídeos engraçados e ganhar dinheiro, e é desta forma que Ralph e Venellope irão pagar o conserto do seu game.

A outra nova personagem é Shank, uma quase Venellope crescida. Uma jovem corredora que gosta de sonhar alto e ter seus momentos de adrenalina. O que a jovem Venellope busca nesta sequência: uma nova jornada recheada de adrenalina.

As diferentes texturas e caracterização, ótimo ponto no primeiro, se mantém nesta sequência.

A Disney sempre consegue dar um ar novo e revigorante para suas animações e desta vez não foi diferente. A forma como os diretores conseguiram enxergar a internet foi simplesmente FANTÁSTICO. Temos todos os tipos de representações: os haters com comentários ácidos, os adoradores, os virais, e todo o resto como Popups, propagandas e as redes sociais. Tudo ficou visualmente incrível, ponto dito lá no começo – a capacidade de tornar o irreal palpável.

Mas nem tudo são flores, o roteiro esquece de algumas regrinhas do seu primeiro filme o que não torna a experiência do filme ruim, mas é algo que poderia ter sido melhor explicado. Mas tudo é esquecido com o ótimo momento que Venellope tem com as princesas, apesar de algo apenas para passar o tempo eles conseguiram utilizar humor com o próprio estúdio.

Venellope se tornou uma princesa da Disney?

WiFi Ralph: Quebrando a Internet tem uma lição de moral, a lá filmes da Disney, que fala sobre como algumas amizades podem ser tóxicas e surpreende sendo um filme divertido que carrega uma boa mensagem para os pequenos que estão indo no cinema e até mesmos os grandinhos!

O segundo filme é revigorante e tem o mesmo brilho que o primeiro, só não consegue superar. Mas consegue extrair ótimos momentos e vale a espera de 6 anos.

Veredito: 9

Deixe uma resposta