Mogli – O Menino Lobo (The Jungle Book) | CinePipoca

abril 16, 2016

Mogli – O Menino Lobo, uma grande surpresa!

A Disney com certeza está ciente do bom trabalho que vem exercendo ao adaptar, em live action, seus clássicos animados! Com Mogli – O Menino Lobo de 1967, adaptado do livro de Rudyard Kipling, não é diferente e quiçá muito mais grandioso. Mogli
O roteirista Justin Marks marca sua carreira por uma ótima adaptação fazendo esquecer o fiasco como “Street Fighter – A Lenda de Chun-Li“. Baseando-se nos fatos ocorrido no livro de Rudyard Kipling e apoiando-se na tão conhecida história adaptada para animação de 1967 o roteiro desse filme consegue nos conduzir com perfeição para dentro daquele universo, dando maior profundidade na alcateia e criando relações realmente interessantes entre Mogli, Rakcha e aqueles que o cerca.

A essência dos já conhecidos personagens é mantida e consegue nos trazer o ar nostálgico, onde Bagheera (Ben Kingsley/ Dan Stulbach) ainda tem sua formula central que é a de responsabilidade, Baloo (Bill Murray/ Marcos Palmeiras) por sua vez tem seu foco direcionado, inicialmente, para outro ponto, deixando o personagem não tão carismático quando na animação. A cobra Kaa (Scarlett Johansson/ Alinne Moraes) e Rei Louie (Christopher Walken/ Tiago Abravanel) funcionam bem como pontos de tensão, nos deixando ainda mais imersos no universo criado por Jon Favreau.

Mogli Sem sombra de dúvida o maior acerto foi Shere Khan (Idris Elba/ Thiago Lacerda) que rouba a cena em todos os momentos que está presente, simplesmente pelo seu ar amedrontador que lhe é imposto!

O único personagem, de fato real, é o querido protagonista Mogli, que aqui não funciona como o rei da floresta – como por exemplo em Tarzan – mas sim como alguém inserido nesse universo tentando descobrir o que realmente é e sua função. O ator iniciante Neel Sethi não será a grande aposta nos últimos tempos mas consegue com grandiosidade cumprir seu papel, criando momentos maravilhosos de ação. O ponto negativo para o jovem, e talvez nem seja culpa dele, por ser tão novo, é a falta de realidade, muita computação e animais inexistentes! Mas de fato ele consegue exercer seu papel e nos cativar!

Um dos pontos mais positivos nesse filme, além da ótima direção e roteiro, é a pós produção, a equipe criativa teve um grande trabalho, se não um desafio, mas fora cumprido com maestria. A difícil tarefa de transformar cada elemento na coisa mais crível que se possa imaginar foi bem sucedida, afinal em todo o momento estamos imersos aquela realidade! A textura, os animais, a floresta tudo é tão real que da o elemento chave para o Live Action, a realidade! JBOOK_001A_G_POR-BR_70x100

Junto com todos os aspectos positivos temos a trilha sonora de John Debney que nos faz ficar preso ao filme, e também nos deixa tenso na medida certa criando um universo único. As faixas “I Wanna Be Like You” e “The Bare Necessities” também são elementos que nos remete a obra da Disney e traz a nostalgia para aqueles mais velhos e deixa crianças animadas com um urso cantando uma música ou até mesmo um macaco amedrontador. Mas elas podem se tornar aspectos negativos, como por exemplo “I Wanna Be Like You” é inserida em um contexto interessante, mas acada tirando o tom do filme.

Em outras palavras o diretor Jon Favreau, Justin Marks e toda a equipe por trás de Mogli – O Menino Lobo fizeram um ótimo trabalho, ao usar planos grandiosos o diretor conseguiu deixar livre para a equipe criativa e o diretor de fotografia Bill Pope trabalhar com a grandiosidade dos cenários existentes nessa floresta!

Uma das coisas que percebi nesse roteiro foi um alerta com questões sociais, onde é dito que o homem cria algo para destruir, que com o poder ele pode acabar e dizimar uma floresta inteira, isso aconteceu naturalmente sem tirar o foco central do filme!

O trabalho do diretor acaba indo por água a baixo quando falamos nos minutos finais, onde Mogli deve voltar para tentar salvar todos aqueles que o acolheram, quando ele descobre que Shere Khan estava tomando conta do seu lar, parece que toda a questão de distância e geografia da floresta foram destruídos por simples quilômetros ou o garoto aprendeu a viver como um lobo e corre mais rápido do que imaginamos!

Enfim, apesar de erros significativos o filme é simplesmente de encher os olhos! Com certeza foi um ótimo trabalho, mas dificilmente irá substituir a animação de 67!

Veredito final: 9/10

You may be interested

The Originals – 4ª Temporada | Review
Review
47 Visualizações
Review
47 Visualizações

The Originals – 4ª Temporada | Review

Diego Augusto Durante - junho 25, 2017

The Originals conclui mais um arco com a quarta temporada da série. Depois do cancelamento de The Vampire Diaries nos…

Girlboss, com uma temporada, junta-se a séries canceladas da Netflix
Séries e TV
35 Visualizações
Séries e TV
35 Visualizações

Girlboss, com uma temporada, junta-se a séries canceladas da Netflix

Diego Augusto Durante - junho 25, 2017

Girlboss pegou a onda de cancelamentos da Netflix! Isso mesmo, depois de toda a confusão com o cancelamento de Sense8…

Pitch Perfect 3 ganha trailer mostrando a nova aventura das Bellas!
Filmes
4 Compartilhamentos38 Visualizações
Filmes
4 Compartilhamentos38 Visualizações

Pitch Perfect 3 ganha trailer mostrando a nova aventura das Bellas!

Diego Augusto Durante - junho 25, 2017

As Bellas estão de volta em Pitch Perfect 3 (A Escolha Perfeita)! E se liga só no trailer que foi…