Girlboss, a história inspirada em Sophia Amoruso | Review

Abril 25, 2017
14 Shares 1302 Views
3 Comments

Há quem diz que os Millennial são predominantemente preguiçosos, desinteressados, egoísta, teimosia! Até pode ser verdade. Mas a série prova que quando essa geração quer algo busca meios para conseguir conquistar seu espaço. Se mostrando muito mais interessados a resolver seus problemas e procurar o seu lugar no mundo.

Girlboss

Girlboss trata exatamente disso. A série é a adaptação livre (vide o começo de todos os episódios) da história de Sophia Amoruso, que em sua juventude conseguiu entre trancos e barrancos o seu lugar no mundo. Utilizando os recursos da época, uma internet rudimentar, conseguiu criar sua marca milionária Nasty Gal! Por falar na pessoa que inspirou os treze episódios da série ela é uma das produtoras executivas, unindo-se ao time de mulheres como Charlize Theron.

Universal confirma sequência de Pitch Perfect!

Criada por Kay Cannon (A Escolha Perfeita) teve o teor necessário de nostalgia e ‘homenagens’ aos anos 2000. Criando caminhos divertidos tendo como base a formula de uma sitcom, o que parecia ser uma comédia, muitas vezes passa para um lado mais dramático do que o normal. E ainda sim conseguem sustentar todos os pontos, por mais falhos que alguns sejam.

Britt Robertson (The Secret Circle) é a jovem Sophia Marlowe, complicada, egocêntrica, cheia de si, mimada e entre outros adjetivos atribuídos a personagem que dividiu opiniões na tão famosa internet! O que não posso negar é a forma brilhante que a atriz entra no personagem e consegue transmitir. Ilustrando perfeitamente a forma como os jovens sofrem a pressão de outrem para serem alguém no mundo, se encaixar em algum lugar e conseguir o tão esperado ‘sucesso’. De saco cheio de tudo e todos – até mesmo de sua família – ela finalmente encontra sua vocação e faz disso sua renda. Com o passar do tempo vamos vendo o crescimento do personagem, que mesmo sem disciplina imposta, consegue construir seu império.

“A vida adulta é aonde os sonhos vão para morrer. Cresça, arrume um emprego, vire um robô. É isso. Depois acabou. A sociedade só quer colocar todos em uma caixa. Bom, sabe de uma coisa, sociedade? Não existe caixa. Se achasse que passaria o resto da minha vida como uma engrenagem irracional em uma máquina, juro, eu faria uma tatuagem na cara dizendo: “Sério, cara?” Só preciso descobrir um jeito de crescer sem me tornar uma adulta chata.”

Quando falo em personagens, não posso tirar o mérito daqueles que são ditos como coadjuvantes e que roubam a cena por muitas vezes ao longo dos episódios. Ellie Reed vive a ótima Annie, melhor amiga da Sophia. Johnny Simmons vive o interesse amoroso da personagem que você ama e depois ama odiar! RuPaul (Lionel), Jim Rash (Mobias), Cole Escola e Nicole Sullivan roubam a cena.

Girlboss

A trama pode se perder em alguns momentos tirando a profundidade de assuntos com importância. Mas os 29 minutos (aproximadamente) que a série tem para apresentar os episódios, se torna um dos pontos positivos. Apresentando somente o necessário sem muita enrolação. Claro que para sustentar treze episódios temos uma coisa ou outra que nada irá adicionar. Conseguindo divertir ou transmitir a angustia da personagem em determinado momento.

Em Girlboss com certeza irá ver um figurino de dar inveja em muita produção de série/filmes. A  fotografia, que em partes é estonteante saindo do comum, com luzes e cores vivas. Os anos 2000 foi cheio de ícones e Kay Cannon consegue transmitir com perfeição – introduzindo bordões e elementos da ‘época’ de forma que causem uma boa nostalgia, como por exemplo os fóruns – demonstrados com maestria no decimo episódio, dirigido por Jamie Babbit.

Cheia de referências, com uma mensagem forte, mostrando que seu caminho é trilhado apenas por você e sua vontade de vencer. Construir um senso de responsabilidade, consegue o efeito esperado e é, com certeza, uma boa série. Seja para passar o tempo ou maratonar.

Girlboss Poster

Veredito: 8

You may be interested

La Casa de Papel precisa de terceira temporada?
Séries e TV
8 Compartilhamentos78 Visualizações
Séries e TV
8 Compartilhamentos78 Visualizações

La Casa de Papel precisa de terceira temporada?

Diego Augusto Durante - Abril 18, 2018

E aí queridos, viciados em séries! Vamos falar de uma das séries com o maior hype que eu já vi?…

IZA arrasa com o clipe de “Ginga”, vem assistir!
Música
1 Compartilhamentos151 Visualizações
Música
1 Compartilhamentos151 Visualizações

IZA arrasa com o clipe de “Ginga”, vem assistir!

Diego Augusto Durante - Março 23, 2018

Finalmente um novo material da ótima IZA! A cantora que conseguiu encontrar o seu estilo de música e traz uma…

Lorde vem para o Brasil no POPLOAD festival em novembro!
Música
4 Compartilhamentos129 Visualizações
Música
4 Compartilhamentos129 Visualizações

Lorde vem para o Brasil no POPLOAD festival em novembro!

Diego Augusto Durante - Março 20, 2018

Para tudo! Foi anunciado pela equipe do Popload Festival que Lorde voltará para o Brasil! Ela é a atração principal…