#EpHonest: Joanne – Lady Gaga

Lady Gaga está de volta com um dos álbuns mais pessoal de sua carreira!

Eis que a cantora está de volta, três anos após o lançamento do Artpop, concretizando nossa teoria de três anos para um álbum novo!

 

Já digo que o Joanne, quinto disco da Lady Gaga está bem diferente do seu anterior.

Lady Gaga

A cantora tem um nome forte e uma ótima carreiras, de uns anos para cá estamos sendo apresentados a uma Lady Gaga mais limpa, sem suas roupas extravagantes e loucuras do inicio da carreira, o que era totalmente condizente com a proposta que ela queria passar!

Dessa vez temos as loucuras de gaga impostas em suas canções ou vai dizer que imaginaria a cantora cantando Country dos bons?

Lembrando que essa é minha opinião, uma pessoa que não entende de instrumentos, produção, vocais, mas gosta de dar um pitaco aqui e outro ali e é exatamente o que farei com o Joanne, quinto disco da Lady Gaga!

Em sua versão Stardard somos apresentados a 11 faixas, tendo as já conhecidas Perfect Illusion e Million Reasons!

EPHonest: Perfect Illusion – Lady Gaga

A produção do disco está longe de ser impecável, classifico mais como uma boa produção de audição agradável, já classificaram o disco como o melhor do ano e até mesmo da carreira da cantora, Oi? Ele é ótimo, mas não é nada disso não!

Para resumir Gaga pegou um violão e poucos elementos com o toque retrô de Mark Ronson e nos entregou 11 faixas totalmente diferentes do que já estávamos acostumados com a cantora.

Umas melhores do que outras o destaque do disco fica para “A-YO”, “John Mayer”, “Hey Girl”. 

Gaga nos entregou um bom disco e nada além disso, se apoia em suas inspirações na tentativa de criar sua identidade, tentando se moldar a cada disco pode ser que ela se perca no caminho dessa busca!

Lady Gaga

Deixe uma resposta